21 de Out de 2017

4 dicas de como tratar a ansiedade

0 comentários

Editado: 21 de Out de 2017

A ansiedade é um estado caracterizado por medo, apreensão, mal-estar, desconforto, insegurança, estranheza do ambiente ou de si mesmo e, muito frequentemente, pela sensação de que algo desagradável está para acontecer. Dentro do movimento espiritualista e da psicologia é descrita como "excesso de futuro", tendo como contrapartida a depressão que é o "excesso de passado".

 

Por experiência própria, a ansiedade é um mal que destrói o corpo e nós não percebemos, pois estamos focados no que pode acontecer amanhã e esquecer o que poderíamos tratar hoje.

 

Alguns sintomas de ansiedade:

 

- Fadiga - Insônia - Falta de ar ou sensação de sufoco - Picadas nas mãos e nos pés - Confusão - Instabilidade ou sensação de desmaio - Dores no peito e palpitações - Boca seca - Contrações ou tremores incontroláveis - Tensão muscular, dores - Sensação de ter um "nó" na garganta - Dificuldades para relaxar - Dificuldades para dormir

 

COMO TRATAR A ANSIEDADE

 

Além dos medicamentos convencionais, existem algumas alternativas naturais que podem nos ajudar a controlar a ansiedade. Veja algumas delas:

 

1# FAZER EXERCÍCIOS

 

Essa é a forma mais conhecida e por incrível que pareça a menos usada. Praticar atividades físicas ajudam a elevar a nossa produção de serotonina, substância relacionada a sensação de felicidade e prazer. Mas o funcionamento depende da disposição de cada um ao praticar. Essa alternativa costuma funcionar dependendo da disposição da pessoa, uma vez que nem todo mundo gosta de praticar exercícios.

 

Caminhar três vezes na semana, por pelo menos 40 minutos, além de ajudar a lidar com a ansiedade influencia na queima de calorias e na liberação de toxinas através do suor. Funciona como uma meditação ativa, indo muitas vezes na causa do problema e não apenas nos sintomas.

 

#2 EXPERIMENTE CONTROLAR A RESPIRAÇÃO

 

Pare um pouco de ler esse texto, foque apenas na sua respiração. Ela é pausada? Ela é longa? Tem espaço de tempo precisos? Provavelmente não! Isso porque vivemos com pressa e não seria diferente com a nossa respiração. A nossa respiração influencia diretamente no batimento cardíaco e por sua vez ele influência na ansiedade.

 

Tente ficar sempre atento a como você está respiração e se corrija. A forma mais indicada de respiração é a consciente, veja um exemplo:

 

- Respire profunda e lentamente por 4 segundos, segure o ar por 4 segundos, solte no mesmo tempo e segure a respiração por mais 4 segundos, reinicie o ciclo.

Não será fácil no começo, mas como tudo na vida é uma questão de prática, com o tempo tende a se tornar mais automático.

 

#3 CUIDE BEM DO SEU MOMENTO ANTES DE DORMIR

 

Já ouviu falar que um bom dia na verdade começa na hora de dormir? Essa afirmação é real, tudo em nosso dia define a manhã seguinte, por isso muitos médicos dizem que o melhor remédio para quase todos os sintomas da ansiedade é uma noite bem dormida. Mas nem sempre isso é possível, quando uma pessoa ansiosa se deita os pensamentos começam a fluir com maior rapidez, porque o corpo está tentando descansar.

 

Busque tirar trinta minutos antes de dormir para praticar atividade relaxantes, como tomar um banho quente, ler um livro, meditar ou simplesmente tomar uma bebida quente a luz de velas. Todas essas opções são ótimas para aliviar o corpo e a mente, descansar os olhos e nos desbotar dos pensamentos excessivos.

 

#4 TOME UM CHÁ

 

Como já sabemos as plantas tem propriedades medicinais e energéticas, nessa hora se fazem ótimas auxiliadoras no processo de cura de qualquer doença, aliviando sintomas e movimentando as energias no campo vibracional. Algumas plantas são indicadas para o uso interno como os chás, outras para usos externos através de óleos essenciais para massagem.

 

Vou deixar para vocês um composto fitoenergético para a ansiedade e mais algumas ervas que podem ajudar.

 

Faça uma infusão (normal ou fria) com erva-doce, pariparoba, tansagem, ipê-roxo e capim-cidreira. Tome por 21 dias, 2 vezes ao dia, com um intervalo de no mínimo 4 horas entre as aplicações.

 

E para variar você pode tomar chás de camomila, capim-limão, maracujá e valeriana.

 

Você pode usar uma ou todas as dicas para te ajudar a tratar o que chamam de "o mal do século", o que realmente importa é a busca por uma vida mais leve e saudável.

 

Bênçãos Verdes!

 

Posts Mais Recentes
  • Boa noite! Alguém saberia me falar alguma coisa sobre a energia da camomila? Tenho inúmeras ervas plantadas em casa, mas planto camomila repetidas vezes e ela não pega... já tentei me conectar com ela de diversas maneiras, mas a energia não flui... Condições de luz e umidade ok. Gostaria de ler mais sobre o que vai além do cultivo 😉 alguma indicação? Grata ✨
  • Apresenta caule ereto e ramificado, e atinge cerca de 0,5 a 1 metro de altura. Suas folhas são delicadas, ovaladas, pubescentes e de cor verde-brilhante. As inflorescências são do tipo espiga e compostas por flores brancas, lilases ou avermelhadas. Sua polinização é cruzada e os frutos são do tipo aquênio, de coloração preto-azulada. Ocorrem mais de 60 variedades diferentes de manjericão, com variações na cor, tamanho e forma das folhas, porte da planta e concentração de aroma. O manjericão é uma planta herbácea, aromática e medicinal, conhecida desde a antiguidade pelos indianos, gregos, egípcios e romanos. Ele é envolto de cultura espiritual e simbolismos, sendo, inclusive, considerado sagrado entre alguns povos hindus, por representar Tulasi, esposa do deus Vishnu. Está relacionado com sentimentos de amor. Suas sementes foram usadas na medicina persa. No antigo Egito, as folhas de manjericão eram espalhadas sobre as tumbas e sobre o nome de ocimum sanctum para os hindus, era plantado em vasos perto dos templos e do lado de fora de quase todas as casas. As raízes são transformadas em contas e usadas ao redor de pescoço e braços, as sementes transformavam-se em rosários. Nome científico: Ocimum Basilicum Família: Lamiaceae Origem: Ásia, Índia. Caráter Energético: Condutor Chacra em que atua: Todos Nível de Energia: 43 Polaridade Yin/Yang: Yang Regência Planetária: Vênus Função Fitoterápica: Uma pequena quantidade de folhas de manjericão fresco (inferior a 1/4 de uma xícara) fornece cerca de um quarto da ingestão diária recomendada de vitamina A e que, dentre outras propriedades, beneficia a visão, sobretudo a capacidade de enxergar durante a noite. Também é rico em vitamina K, que beneficia a cartilagem, ossos, aparelho digestivo e tecidos pulmonares, além de evitar contusões, hemorragia e perda de sangue. Além disso, possui luteína e zeaxantina, dois nutrientes que ajudam o organismo a filtrar luz, evitando danos aos olhos causados pela exposição prejudicial à luz. Uma dieta composta de luteína e zeaxantina pode reduzir o risco de degeneração macular relacionada à idade. Na medicina alternativa é usado em forma de cataplasma ou unta para picadas de inseto, acne e lombriga. Em forma de gargarejo para limpeza bucal. Para revigorar, as folhas são usadas em banhos. A queima da erva age como um incenso com propriedades antissépticas. Uma vasilha contendo manjericão ajuda a repelir moscas e mosquitos. O suco da erva é aplicado em infecções fúngicas. Contraindicações no uso da fitoterapia: A erva é segura nas quantidades utilizadas nos alimentos e também não oferece riscos quando usados por adultos medicinalmente em curtos períodos. Em algumas pessoas o consumo pode reduzir a quantidade de açúcar no sangue. Função Fitoenergética: Abre a consciência para enxergar o que está errado, estimula a busca da verdade a qualquer preço, abençoa as escolhas e decisões, irradia energia mental. Bênçãos Verdes!
  • Alecrim é uma erva aromática comum na região do Mediterrâneo. Devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-o como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar. Arbusto muito ramificado, sempre verde, com hastes lenhosas, folhas pequenas e finas, opostas, lanceoladas. A parte inferior das folhas é de cor verde-acinzentado enquanto a superior é verde brilhante. As flores reúnem-se em espiguilhas terminais e são de cor azul ou esbranquiçada. O fruto é um aquênio. Floresce quase todo o ano e não necessita de cuidados especiais nos jardins. Nome científico: Rosmarinus officinalis Caráter energético: Condutor Chacras em que atua: Todos Polaridade Yin/Yang: Yang Planeta: Sol Elemento: Fogo Função Fitoterápica: Antibiótico, anti-inflamatório, digestivo (hepatoprotetor, colerético), anti-espasmódico, anti-oxidante (retarda o envelhecimento celular), estimulante, reduz a permeabilidade capilar, diurético, mucolítico (expectorante), antiparasitário, rubefaciente (aumenta a circulação local) para uso tópico; Restrições quanto ao uso da Fitoterapia: Em doses muito elevadas podem causar nefrite e gastrite. Contraindicado na diabetes, hipertensão alta, na gestação, em portadores de hipertrofia de próstata e em doenças inflamatórias da pele. Função na Terapia Enérgica: Acessa os registros Akhásicos, trabalha traumas, medos e outros aspectos negativos registrados no ser. Gera vontade de mudar, de conhecer o novo, incentiva a pessoa a ter sabedoria para viver e amar. Propriedades dentro da MAGIA: Utilizado para banhos de proteção e de combate a negatividade, atua também como energizador, elevando a energia daquele que usa as propriedades dessa erva. Bençãos Verdes!