Jan 25

A garota amarela dos meus sonhos.

0 comentários

Primeiramente gostaria de deixar claro que não tenho certeza se esse relato se encaixa como 'magia onírica', sou bem leigo no assunto magicko e realmente espero não começar com o pé errado aqui. Em segundo lugar, esse relato aconteceu comigo há alguns anos atrás, e ele é provavelmente um dos motivos da minha pessoa ainda estar viva. Nessa época, eu estava em uma fase bem severa da minha depressão, o ponto mais alto [Ou baixo] dela. Meu cotidiano era bem simples, mas minha cabeça estava cada vez mais pesada e deturpada, em determinado ponto eu havia decidido de uma vez por todas que aquela seria minha última noite de sono, e que na manhã seguinte, no meu caminho rotineiro eu cometeria suicídio. Assim que eu deitei eu basicamente apaguei de uma só vez, uma coisa bem rara nessa época, já que a insônia fazia parte do meu tormento. Enquanto eu dormia, eu acordei em outro lugar. Um lugar diferente, mas ainda sim igual. Era como se fosse um lugar novo mas que eu já conhecesse. As coisas eram totalmente normais, porém, naquele lugar, eu tinha um lugar. Eu era uma outra pessoa ali, eu tinha uma vida normal lá dentro, tinha um trabalho, estudava, tinha até mesmo um relacionamento com uma garota. E aquela garota era, literalmente, a garota dos meus sonhos. Além de tudo, eu tinha problemas! Isso mesmo, eu tinha problemas normais, de uma vida normal. Eu perdia o ônibus, eu quebrava a tela do meu celular quando deixava ele cair sem querer, o pai da minha namorada reprovava nosso relacionamento, e nós nos encontrávamos e nos amávamos mesmo assim. Era uma vida normal, e eu era feliz nela. Eu estava genuinamente feliz nela. O sonho durou uma noite, mas eu tenho certeza de ter vivido dias, semanas, talvez até meses lá dentro. Porém, mesmo com tantas memórias precisas do que aconteceu, tinha algo que me incomodava no sonho, e que me incomoda até os dias de hoje; Eu não sabia o nome da minha namorada. Na verdade, eu não sabia nada sobre ela, tudo que eu sabia é que ela era tudo que eu sempre quis, e que eu amava ela. Eu não sabia nem mesmo o rosto dela, já que ela sempre tinha uma luz amarela muito brilhante no rosto ou atrás da cabeça, e isso apesar de sempre me impedir de vê-la, nunca era algo incômodo. Todas as chances que eu tinha de descobrir o nome dela eram frustradas de maneiras até mesmo cômicas [Vide Irmão do Jorel, toda vez que tenta dizer o próprio nome.], um caminhão passando perto, uma pilha de pratos caindo, alguém interrompendo nossa conversa, aquele universo sempre achava um jeito de me impedir de conhece-la, e isso apesar de ser estranho, não alterava nada o fato daquela mulher me trazer uma paz de espírito e uma felicidade descomunal. Infelizmente, como a vida real ainda existia, eu acordei. Porém, quando acordei, eu estava em um estado de paz á nível de Nirvana. Toda aquela sensação ruim dentro de mim, aquele desejo egoísta de querer acabar com minha angústia tinha sumido. Eu estava até mesmo abobado, como alguém que acaba de se apaixonar pela primeira vez. Ela tinha me deixado feliz. Tinha me consertado, mesmo que temporariamente. Ela tinha realmente salvo minha vida. Passei alguns bons meses com essa sensação, depois desse sonho. E mesmo assim, uma sensação me corroía por dentro; Eu ainda não sabia o nome dela. E pior que isso, eu nem sequer lembrava do rosto dela. Ou da voz dela, ou do corpo dela. As duas únicas coisas que eu consegui guardar fundo dentro da minha memória foram os cabelos cacheados e meio loiros dela e o fato de que eu a amava com todas as forças do meu ser.

Minha visão do mundo onde eu estava era mais ou menos assim.

O relato ficou meio extenso, mas eu realmente espero que alguém leia. Eu sempre tive duvida se isso foi meu subconsciente tentando me salvar ou se foi algo externo, ou até mesmo algo astral. Não sei se alguém já teve alguma experiência semelhante ou se tem alguma idéia sobre o quê foi isso, mas se tiverem, comentem aqui, por favor. Eu realmente gostaria de conseguir encontrar ela de novo, seja ela real ou não. Como ela provavelmente foi minha 'porta de entrada' pra estudos esotéricos e ocultismo, acho que não custa nada tentar buscar alguma pista desse 'mundo' nessa área Onírica.

 

Boa noite e obrigado se você leu até aqui.