Rito de Transição Solar


A Sombra

(Vou usar essa palavra, mas sem conotações jungianas, é só uma palavra qualquer)

• Faça um brainstorm usando papel e caneta de tudo que você é agora e não gosta: a sua timidez, a sua infelicidade com mulheres/homens, a sua falta de grana, a sua raiva, o seu excesso trabalho, enfim, todas as coisas que você é e não gosta. Este é seu Eu Sombra.

O Sol

• Imagine como você seria se fosse completamente feliz. Se tivesse um trabalho que você gostasse e não te desgastasse. Um trabalho que te pagasse bem. Se você tivesse um(a) namorada(o) que te amasse e somasse com você em todos os sentidos. Uma vida plena, saudável, realizada. Cheio de amigos, viajando, fazendo exatamente o que você quer e nada além disso. Este é o seu Eu Sol.

O Rito

(Tudo que está em CAPS é para ser falado em voz alta, afirmativa e incisiva. Você está ordenando ao Todo)

Se quiser, antes de começar faça um banimento. (quem não sabe fazer, procurar Ritual Gnóstico de Banimento na web)

1 - Declare ao Universo: "É MEU DESEJO VIVER O SOL EM MIM!" ou "AFIRMO O MEU IDEAL DE FELICIDADE!", ou "PELA FELICIDADE, LARGO O QUE ME FAZ MAL!", o importante não é o quê você declara, mas COMO você declara. Tenha paixão e certeza, afinal de contas você está declarando a sua Intenção para todo o Universo. 2 - Fique de pé. Imagine o seu Eu Sombra, quem ele é, como ele age. Vista essa pessoa, imagine-se com todos estes sentimentos. Sinta como cada um deles se manifesta no seu corpo, no seu jeito de ser e viver: o jeito como você anda, o jeito como você fala, o jeito como você pensa. Seja o personagem. 3 - Visualize (veja, sinta vividamente) uma cortina negra na sua frente. A cortina está presa numa corda branca, suspensa acima de sua cabeça, no ar. A cortina é negra como a noite e vai até o chão. No meio, ela se divide.

4 - Abra a cortina à sua frente. Do outro lado dela, visualize seu Eu Sol. Atravesse. Você pode gritar alguma palavra quando atravessa para marcar a transição. É recomendado o uso de algum idioma que você desconheça para driblar o censor psíquico, confundir a sua mente. Sugiro algo como MAGOOL NOHADZ ("agir para transformar" em ouraniano-barbárico). 5 - Ao atravessar deixe todos aqueles sentimentos, aquilo que te incomodava para trás. Vista esta nova personalidade, plena, cheia de luz, cheia de vida. A promessa de um novo agora. Veja como seu corpo reage, como a sua respiração muda, como a sua postura é diferente agora. Seja a realização que você busca. Observe como mudam seus pensamentos, como aquilo tudo que te preocupava nem existe mais. Sinta essa nova energia pulsando no seu corpo. Por ser um Rito Solar, pode ser que role tesão. É um bom sinal. 6 - Vire de costas e encare o seu Eu Sombra. Veja como ele é, como ele se mexe, como ele respira. Perceba ele através da sua nova perspectiva. Veja como ele parece pequeno e mesquinho. Ame ele. Ele que te trouxe até aqui. Ele também é seu amigo, embora você não deseje mais a companhia dele. Despeça-se dele, diga algo do tipo: "OBRIGADO POR EXISTIR, MAS NÃO PRECISO MAIS DE VOCÊ" ou "EU TE AMO, MAS VOU SEGUIR MINHA VIDA", etc. Você está se despedindo cordialmente de uma parcela da sua psiquê que no momento não lhe interessa. É possível destruir ela completamente mas não é recomendado, são partes vivas de você e pode dar xabu. 7 - Feche a cortina. Respire fundo e declare: "ESTÁ FEITO!" ou "ASSIM É" ou "PATATI PATATÀ" o importante é marcar o fim do trabalho. 8 - GARGALHE COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÃ. 9- Vá tomar umas cervejas e esqueça completamente o que fez. Esquecimento é fundamental para que funcione."

Entre em contato com o autor: laurentgabriel@gmail.com

#Rituais #Bruxaria #Sol

© 2020

Arte, Magia & Liberdade 

Criado por Lua Valentia 

  • clube de autores
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • SoundCloud ícone social
  • Spotify ícone social