Como lidar espiritualmente com abusadores

Atualizado: Fev 10



Diariamente, eu recebo dezenas de mensagens de mulheres que sofrem nas mãos de homens abusivos. Homens que fazem com que elas percam tudo, que tiram sua alegria e liberdade. Homens que não valorizam suas companheiras, homens que destroem a vida financeira das mulheres e até mesmo homens agressivos que batem e espancam suas mulheres.

Como lidar com esses sujeitos a nível espiritual?



1. O Parasita

Existem vários tipos de parasitismo. Muita gente acha que o parasita é apenas o encostado que pede dinheiro e não tem emprego fixo, mas não é verdade. Muitas vezes o parasita usa o fato de ter dinheiro para controlar a pessoa. Este abusador simplesmente tira a alegria, a vitalidade, a juventude da mulher. Afasta a mulher de sua família e amigos, controla aquilo que ela veste, o que come e os locais para onde vai. O controle começa de forma sutil e disfarçada, até atingir níveis no qual a mulher se vê sem saída. Este parasita pode querer compensar suas ações dizendo que "ciúmes é saudável", que ele se preocupa com você etc, quando na verdade está apenas obcecado.

2. O Parasita econômico

Este parasita finge amar a mulher para ter benefícios econômicos, dando golpes financeiros, não trabalhando, não ajudando na casa de maneira financeira e apenas esgotando os recursos financeiros da parceira. Este parasita pode compensar dando declarações de amor e estando sempre presente. No entanto, no final, ele não ama a mulher e só quer usá-la.

3. O Sujismundo

Este também é um parasita que ama a sujeira e vê a mulher como emprega doméstica e "mãe de seus filhos". Este tipo de abuso faz com que as mulheres trabalhem em dupla jornada e nunca sejam valorizadas. Quando confrontado, o sujismundo diz: "mas eu não me importo de viver na sujeira", causando assim estresse e aumentando a probabilidade de doenças. O Sujismundo não gosta muito de tomar banho, tem higiene precária e é basicamente um antro de doenças. Eles podem compensar o comportamento limpando uma vez ou outra e agindo que se fossem eles que fizessem tudo pela casa.

4. O Apático

A Apatia é um tipo de abuso passivo. É quando o sujeito não se interessa e não se esforça em nada pela mulher, preferindo assim relações online, pornô, ficando o tempo todo em seu computador e deixando toda a responsabilidade afetiva e administrativa para a mulher cuidar da casa e dos filhos. Este é o mais difícil de identificar, pois é alguém "que não está lá". Ele não comete nada de muito horrível, além de ter uma função pior que uma planta, pois a planta ainda produz oxigênio. O ser apático é sim perigoso, pois se a mulher cair dura no chão ele ainda passa por cima, sem sequer saber o que aconteceu. Eles podem querer compensar seu comportamento dizendo que são ingênuos e que não perceberam que havia algo de errado.

5. O abusador sexual

Este tipo vai desde o cara que embebeda ou coloca produtos no copo da mulher para ter relações sexuais não protegidas até mesmo o estuprador que sequestra e tem atos com penetração ou não contra a vontade da mulher. Há ainda um outro tipo de abusador sexual, que é o cara que filma a mulher e coloca o conteúdo online sem sua permissão e usa isso como chantagem emocional ou financeira.

6. O espancador/matador

Este tipo é o que bate em mulher e alimenta um ciclo vicioso no qual um dia ele é o esposo perfeito e no outro o próprio mal encarnado, fazendo com que a mulher acha que ele vai mudar. A mulher corre risco, mas não entende isso;


Eu recomendo o canal Sobrevivendo na Turquia porque fala sobre relacionamentos abusivos, a maioria que ocorre com homens do oriente médio, mas também que você vê diariamente no Brasil. Que tipo é o seu ex? Deixe aí nos comentários!

Enfim, existem vários tipos de abuso que podem minar uma pessoa de maneiras que ela nem consegue entender mais o que está acontecendo. Então, o que fazer espiritualmente?


Como lidar com esses abusadores


1. Banimento e Magia de corte

A magia de corte é primordial para cortar relações com este ser. Isso inclui banir da sua vida, das suas redes sociais, do seu telefone etc. Para cortar Kiumbas etc, usamos a Cortana.


2. Limpeza e Energização

Busque fazer uma limpeza e energização sempre que puder. Recomendo banho de sal grosso e com alecrim. E também beber água de lua crescente.


3. Buscando a Justiça

Busque a justiça dos homens e a Justiça divina. Para a justiça, a Servidora melhor é a Justine.

Justine foi criada com o intuito de ser a advogada astral da bruxa (ou mago). Se a bruxa estiver achando que seu carma está pesado demais, se seu julgamento após-morte ou até mesmo em vida está muito difícil, a bruxa deve contratar Justine para interceder por ela. Se você tiver algum problema legal na justiça que precisa de ajuda, contrate Justine para ajudar seu advogado vivo. Ou seja, Justine fará a parte no astral que seu advogado vivo não consegue fazer por motivos óbvios.


3. Criando a Maldição

A maldição não é um passo, ela é uma opção para quem quer um passo a mais. No livro LIBER FEM eu coloco várias maldições contra abusadores.

A forma-pensamento é A Vingadora. Esta forma-pensamento é voltada para qualquer tipo de vingança, porém é ESPECIALIZADA em vingança de mulheres contra abusadores, especialmente ajuda mulheres que sofreram qualquer tipo de violência doméstica, abuso em suas casas, etc. Isto não é uma servidora, portanto ela pode escolher se vai ajudar ou não o seu pedido. Esta forma-pensamento só trabalha com vingança, ou seja, você precisa ter sido prejudicada primeiro para que ela aceite seu pedido.

Para isso, deve-se escrever a ela uma carta com papel e caneta elaborando seus motivos e depois DESTRUIR a carta de qualquer jeito. Espera-se 8 dias e obterá a resposta se ela irá aceitar ou não o seu contrato. Você obterá a resposta que precisa de diferentes formas: através de sonhos, ou simplesmente recebendo a letra V aleatoriamente, ou ainda sentindo sua presença etc.

Uma vez estabelecido o contrato, inicia-se o ritual principal. Pode-se fazer qualquer ritual estabelecido no livro Liber FEM contra abusadores, algum ritual específico criado pelo próprio magista ou então o que segue:

Coloque algo para representar a forma-pensamento, seja uma boneca, a foto que segue, ou simplesmente a letra V escrita numa folha de papel;

Coloque algo para representar o alvo, seja uma boneca de voodoo ou simplesmente a primeira letra do alvo escrita num papel;

Faça o banimento/abertura do círculo;

Coloque uma oferenda de sangue menstrual e/ou vinho;

Estabeleça o que quer que aconteça com o alvo;

Exemplo:

Que meu abusador NOME COMPLETO sofra como eu sofri;

Que ele tenha a vingança que merece;

Que seja incapaz de ter uma ereção | um relacionamento saudável | uma profissão que ame;

Que ele alimente sua própria sombra até que ela o sufoque

8 vezes eu chamo a Vingadora para agir em meu nome;

8 vezes eu o vejo ardendo em sua própria desgraça;

8 vezes que seja maldito, mal amado e mal visto;

8 vezes que se perca em qualquer caminho;

8 vezes que tenha suas vistas tampadas;

8 vezes que tenha sua voz calada;

8 vezes que tenha sua energia retirada;

8 vezes que sofra, maldito!

Bata palma 8 vezes.

Faça o que quiser com o que representa o seu alvo (cuspe, enterre, queime, afogue etc).

Que assim seja, que assim se faça! Assim já é!

Bata palmas 8 vezes novamente.

Faça um banimento/fechamento do círculo.

Caso se sinta muito leve e aérea, recomenda-se também aterramento: tome um chá ou coma algo. Caso sinta-se muito carregada, recomenda-se um banho de sal grosso.


4. Criando escudo

No livro Via eu falo bastante a respeito de como criar um escudo. Como eu disse:

"Ter um escudo mental com seu elemento favorito e sempre alimentá-lo quando for necessário é bom para qualquer praticante de Magia. Quando estamos em contato com essas energias, precisamos saber nos proteger e nos blindar. Proteger-se é essencial. Existem seres e pessoas que querem realmente tirar vantagem de nós ou até mesmo sugar nossas energias. O ideal é que façamos um escudo ao redor de nós e ao redor de nossa casa. A criação do escudo requer exercícios de visualização. Lembre-se de limpar espiritualmente a si mesmo e a sua casa antes de fazer o escudo, pois você não quer energias indesejáveis e sujas presas no escudo com você. Por isso a limpeza vem antes do escudo. Também o ideal é que você já esteja energizada, para usar essa energia para a construção do escudo. Mas como fazer? Respire fundo, medite um pouco. Quando você se sentir calma e relaxada, simplesmente imagine diariamente que há um escudo ao seu redor. Existem diversos tipos de escudo.

Escolha o seu preferido e trabalhe sua visualização."


5. Não caia nos ciclos viciosos

Não volte com a pessoa, não olhe para trás, não fique com pena. Supere, ande com superioridade e simplesmente continue. Você consegue.



© 2020

Arte, Magia & Liberdade 

Criado por Lua Valentia 

  • clube de autores
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • SoundCloud ícone social
  • Spotify ícone social