top of page

Existe algum perigo em praticar magia? E se eu fizer algo errado?

Praticar magia pode parecer uma atividade misteriosa e fascinante, mas muitas pessoas têm dúvidas e preocupações sobre a segurança e os riscos envolvidos. Afinal, existe algum perigo em praticar magia? E se eu fizer algo errado?


Primeiramente, é importante entender que a magia é uma prática pessoal e responsável. Isso significa que cada pessoa é responsável por suas próprias ações e escolhas, e deve estar ciente dos riscos e consequências envolvidos. Assim como em qualquer outra atividade, é necessário estudar e se preparar antes de começar a praticar magia.


A história de Ana

Ana sempre se interessou por magia e decidiu se aprofundar no assunto. Ela começou a estudar e praticar diferentes rituais e feitiços sem seguir nenhum protocolo de segurança ou proteção. Ana achou que era suficiente ler livros e assistir a vídeos na internet para aprender a prática da magia.


Certo dia, Ana decidiu fazer um ritual de invocação sem ter o conhecimento necessário e nem ter feito as devidas proteções e banimentos. Ela se sentia confiante e empolgada com o que poderia acontecer.


Porém, o que Ana não sabia era que ela havia invocado um ser perigoso e mal-intencionado. Este ser começou a perseguir Ana, trazendo-lhe desgraças e desafios constantes em sua vida.

Ana, que antes estava entusiasmada com a prática da magia, agora se encontra em uma situação desesperadora e assustadora. Ela se depara com uma série de problemas que afetam sua vida profissional, emocional e física.


Ana passa a se sentir constantemente ameaçada e com medo, pois não sabe como lidar com a situação. Ela se arrepende de não ter seguido os protocolos de segurança e proteção e ter se aventurado em práticas mágickas sem o conhecimento necessário.


Essa história ilustra que a prática da magia deve ser encarada com responsabilidade e cuidado. É importante seguir as orientações de segurança e proteção, estudar e compreender profundamente as práticas mágickas, e evitar se aventurar em rituais sem o conhecimento e experiência necessários. Caso contrário, os riscos podem ser reais e ameaçadores para a vida da pessoa.


Os riscos da magia


É possível que alguns erros possam ocorrer durante a prática da magia, mas isso não significa necessariamente que haja algum perigo envolvido. Na verdade, a maioria dos erros pode ser corrigida com facilidade, como mudar o foco ou a abordagem de um feitiço. No entanto, é importante lembrar que algumas práticas podem envolver riscos maiores, como trabalhar com entidades ou espíritos, e por isso é importante estudar e se preparar adequadamente.


Um dos maiores riscos da magia é que, se não for realizada corretamente, ela pode atrair energias negativas ou entidades indesejadas para a vida do praticante. Além disso, a prática incorreta da magia pode causar efeitos colaterais indesejados ou até mesmo danos à saúde física, mental e emocional.


Outro risco é que, se você não estiver preparado para lidar com as consequências de seus feitiços ou magias, pode acabar se arrependendo do que fez. Desfazer um feitiço já realizado é praticamente impossível. Além disso, a prática inadequada da magia pode levar a obsessões e vícios, o que pode ser muito prejudicial para a vida de uma pessoa.


Por exemplo, se uma pessoa começa a usar magia para tentar controlar os outros, isso pode levar a uma obsessão pelo controle, resultando em comportamentos controladores e possíveis danos aos relacionamentos interpessoais.


Além disso, se uma pessoa se torna viciada em usar magia para resolver todos os seus problemas, ela pode se tornar dependente da magia e incapaz de resolver problemas sem ela. Isso pode levar a uma perda de autoconfiança e autoeficácia, bem como a uma sensação de impotência quando se trata de lidar com situações difíceis.


Resumindo, a prática inadequada da magia pode levar a consequências espirituais e energéticas negativas, como a abertura de portais indesejados, o convite para espíritos obsessores e a atração de energias negativas. É importante que as pessoas que praticam magia estejam cientes desses riscos e aprendam a proteger-se adequadamente contra eles.


Faça o trabalho


Por fim, é importante lembrar que a magia não é uma panaceia para todos os problemas da vida. Ela pode ser uma ferramenta poderosa para alcançar seus objetivos, mas não deve ser vista como a única solução para os problemas da vida. É importante que o praticante tenha clareza sobre seus objetivos, esteja em sintonia com a energia positiva e trabalhe com ética e responsabilidade para garantir que sua prática de magia seja eficaz e segura.


A magia não deve ser usada como uma forma de evitar a responsabilidade pessoal ou a ação prática. Se uma pessoa está usando magia para evitar lidar com problemas em sua vida, isso pode levar a uma falta de motivação para resolver esses problemas de maneiras mais eficazes, o que pode ter consequências negativas a longo prazo.


É importante lembrar que a magia não é uma solução mágicka para todos os problemas. É uma prática que envolve trabalho, estudo e esforço, e nem sempre pode trazer resultados imediatos ou desejados. É importante ter expectativas realistas e trabalhar com objetivos claros e bem definidos.


Em resumo, praticar magia pode ser seguro e benéfico se realizado com responsabilidade, estudo e preparação adequados. Embora possam ocorrer erros e riscos, estes podem ser minimizados com a prática e o aprendizado contínuos. Lembre-se sempre de respeitar seus próprios limites e seguir seu próprio caminho na prática mágicka.


(Photo by Andrew Solok on Unsplash)

Komentáře


© Copyright
bottom of page