O Poço dos Desejos - ou - Liberando a Borboleta do Caos

Texto por Frater Choronzon

Traduzido por Lua Valentia

A função geral de um Poço dos Desejos é entendida desde cedo pela maioria das pessoas. O usuário projeta algum resultado necessário de eventos, ou "desejo" no poço, talvez acompanhado por uma doação financeira simbólica, e espera que os eventos ocorram. Propriedades semelhantes são atribuídas na tradição popular a atos de cortar um bolo de aniversário e quebrar um osso da sorte durante a dedicação de certas espécies de aves.


Em todos os sentidos, o ato de fazer um desejo usando qualquer um dos adereços rituais acima é uma operação mágicka, embora a experiência sugira que os poços tendem a ser mais eficazes do que ossos de galinha e todos os bolos, exceto os mais esotericamente decorados, para alcançar o resultado pretendido.


Recentemente, muitos Poços de Desejos foram retirados do acesso público; e, além disso, pesquisas de opinião recentes indicaram altos níveis de insatisfação com a escassez de oportunidades de realização de desejos, especialmente entre vegetarianos. Este artigo tenta alguma análise da dinâmica envolvida em fazer desejos bem-sucedidos e oferece um procedimento ritual que os leitores podem achar útil enquanto se aguarda o lançamento de outra "retirada dos bons desejos" dos olhos do público.


Qualquer pessoa que estudou dinâmica não linear (ou matemática do caos) aplicada à interação de sistemas complexos (por exemplo, a vida em geral) estará ciente da extrema sensibilidade de tais sistemas às condições iniciais. Isso é ilustrado pelo chamado Efeito Borboleta; um modelo do processo pelo qual uma borboleta batendo suas asas nas ilhas do Caribe pode desencadear uma série de interações atmosféricas que podem culminar, após algum tempo, na ocorrência de um furacão em Londres.


A hipótese, neste contexto, é que o ato ritual de fazer um desejo estabelece as condições iniciais para um processo Caótico / dinâmico que culmina, após algum tempo, na ocorrência de qualquer evento que tenha sido o objetivo original do desejo; daí o subtítulo "Liberando a Borboleta do Caos". Os efeitos atmosféricos são freqüentemente sincronizados com as operações mágickas bem-sucedidas, como foi observado, por exemplo, por aqueles que estavam presentes (ou ao alcance da voz) do "Enochian Verse Recital" de 4.000 watts no sul de Londres, 17h30, segunda-feira, 28 de maio de 1990; mas, no que diz respeito à magia, a atmosfera é sentida como pouco mais do que subprodutos de uma sequência casual que é principalmente eletromagnética em caráter.


O processo real pelo qual um desejo de sucesso é transformado em seu resultado é, obviamente, mágicko; pelo menos no sentido de que o receptor de TV moderno pode ser reconhecido como tal por Agrippa ou Abramelin, o Mago - Houve um acróstico mais eficaz "para diversas visões" do que um controle remoto infravermelho?


Uma explicação detalhada de como o processo mágicko parece funcionar encheria um livro (ofertas razoáveis ​​de editoras respeitáveis ​​aceitas); basta dizer que nenhuma reescrita das Leis da Física ou dos Axiomas da Matemática é necessária, e mencionar que os elementos astrológicos da hipótese formarão a substância de um artigo a ser apresentado em uma próxima reunião dos "Talking Bastão".


Para o propósito deste exercício, o processo pode ser visualizado apropriadamente considerando nada mais complicado do que um humilde anel de fumaça. Em termos matemáticos, este é um Torus (uma estrutura em forma de anel) que tem uma existência claramente definida, coerente e independente por um longo período dentro de uma matriz fundamentalmente caótica; ou seja, ele pode pairar por vários segundos, retendo sua estrutura no ar turbulento de uma sala cheia de fumaça. Essas estruturas ordenadas saem naturalmente da Matemática do Caos, que modela o comportamento de gases e líquidos (Dinâmica dos Fluidos para os inclinados à técnica). Exemplos de tais estruturas ordenadas em um ambiente caótico abundam, e não apenas neste planeta. A Grande Mancha Vermelha em Júpiter, por exemplo, existe pelo menos desde que Galileu a observou em 1610, embora a natureza caótica da atmosfera dos planetas não tenha sido avaliada até o flypast da espaçonave Voyager em 1979.


Um anel de fumaça perfeito requer muito pouco gasto de energia para ser trazido à existência, embora essa energia, na forma de um pulso controlado de gás projetado dos lábios de seu criador, tenha que ser bastante precisa - isto é, anéis de fumaça nem sempre funcionam, principalmente se alguém estiver olhando, e os melhores de todos geralmente acontecem por acidente! Significativamente, a única maneira de um observador saber se um anel de fumaça está lá é porque ele contém fumaça. Se um pulso idêntico de gás for projetado de um não fumante, a estrutura do anel toroidal será estabelecida da mesma forma na atmosfera, mas sua presença é quase impossível de detectar, mesmo com os mais sofisticados instrumentos científicos


A atmosfera não é o único envoltório caótico / dinâmico que cerca nosso planeta; também existe a magnetosfera, que percebemos no nível do solo como o campo magnético da Terra. No momento, ele exerce uma força que faz com que a agulha da bússola aponte aproximadamente para o Pólo Norte.


A magnetosfera se estende para o chamado espaço vazio, bem além da atmosfera do planeta, e não tem um caráter estático. Podem ocorrer reversões de polaridade completas. Um registro desses é preservado na sequência de rochas vulcânicas orientadas para Norte e Sul que foram mapeadas no fundo do oceano estendendo-se para fora das dorsais meso-oceânicas, como aquela que percorre todo o comprimento do Atlântico. A magnetosfera exibe seus próprios padrões de "clima" que, como o clima atmosférico, são impulsionados primordialmente pela radiação do Sol / Ventos Solares. Tempestades magnéticas e elétricas que afetam a recepção de TV e rádio são fenômenos do clima magnetosférico, e a interação entre a magnetosfera e a atmosfera pode resultar em fenômenos como a Aurora Boreal ou a Aurora Boreal. Outras manifestações incluem relâmpagos e o fogo de Santo Elmo.


O procedimento ritual apresentado aqui postula um processo pelo qual um pulso repentino de energia eletroquímica, através do sistema nervoso do operador, estabelece uma estrutura magnética que é o equivalente matemático de um anel de fumaça. É sugerido que isso pode ocorrer no início do orgasmo ou acompanhando um poderoso grito no estilo das artes marciais ou KIAI, por um processo semelhante ao da indução de Faraday descrito em qualquer livro didático decente. A parte "mágicka" do processo envolve a injeção de uma visualização rápida do resultado final desejado do anel de fumaça magnética à medida que ele está sendo estabelecido. O resto do processo de realização do desejo é deixado para a dinâmica maravilhosa do Caos. Pode ser útil para o operador ficar de frente para o Pólo Norte geográfico (magnético).


Se executado como um trabalho solo, este ritual pode ser precedido por um exercício de banimento e visualização. O texto ritual é escrito na linguagem Enoquiana das chamadas angelicais que foram concebidas ou descobertas pelo Dr. John Dee no século XVI. No sentido de que Enoquiano pode ser visto como um sistema de linguagem de controle (ou ciber-) para "a vida, o universo e tudo", ele tem muitas das características de uma linguagem de programação de computador. Entre essas propriedades estariam as de auto-referência recursiva (ou seja, a capacidade de se modificar), e parte da fraseologia do preâmbulo do ritual é projetada para aplicar ideias desenvolvidas por Douglas Hoffstadter em seu livro Gõdel, Escher, Bach para a língua enoquiana. Especificamente, o texto do ritual deve aumentar sua própria potência com a repetição.


Após o preâmbulo enoquiano, o(s) participante(s) deve(m) fazer uma declaração vocalizada de um "desejo" ou ponto final desejado para o trabalho, ao mesmo tempo visualizando fortemente o resultado desejado. Este "desejo" pode ter uma intenção benéfica ou maléfica, mas cuidado! o preâmbulo enoquiano carrega consigo uma força de honra pessoal; em desejos de um caráter desonroso, o tiro sai pela culatra.


O mantra pré-climático "Zarzas Zarzas Nasatanata Zarzas" é considerado intraduzível. É, por tradição, uma fórmula que abre os Portões do Inferno ou do Abismo; neste contexto, é usado para invocar o processo dinâmico do Caos pelo qual o desejo pode ser realizado. Algumas autoridades ocultistas, Crowley entre elas, afirmam que a fórmula Zarzas é perigosa e desaconselham seu uso. Os magos do Caos modernos não compartilham dessa visão e, além de tê-lo empregado por anos sem nenhum problema particular afetando o usuário, constatou-se que ele melhora a eficácia da maioria das categorias de trabalho mágico.


O KIAI final climático pode ser um grito como o projetado por um praticante de artes marciais no processo de estilhaçar um bloco de concreto (ou o esterno de alguém), ou então um grito exagerado de êxtase orgástico. Participantes em potencial com inclinações orgiásticas podem experimentar com técnicas variantes para efetuar a exclamação KIAI final que coloca o processo mágico do "efeito borboleta" em movimento. Por exemplo, o dístico Enoquiano após a declaração do desejo pode ser memorizado por um operador de qualquer gênero e repetido enquanto outros participantes estimulam esse operador a um tom frenético de êxtase, culminando no KIAI final. Essas variantes são para os mais inclinados à experimentação, mas é o tipo de experimento que os mágickos com um estado de espírito (ou corpo) desimpedidos podem achar agradável realizar como um fim em si mesmo. Qualquer feedback sobre os resultados será bem-vindo!


... continuado por texto ritual ...


Texto ritual / Invocação Enoquiana:


COMSELH I P MALPURG DSI

O círculo com oito dardos de fogo que é


DRILPA EMETGIS DE CHAOS

o grande selo do caos


AS IOADAF DE TOL GLO

estava na de todas as coisas.

começo

T I TA HUBAR BLIOR

É como um conforto contínuo

lâmpada acesa

NONCA GMICALZOMA CRIP I CORAXO

para você de poder e mas é como trovões de julgamento

compreensão e ira

CIAOFI DE PAR AG IAIADIX

para aqueles sem honra

terror

SOLPHETH BIEN:

ouça minha voz:


VOMSARG IADNAMAD GOHULIM:

a cada um de vocês de conhecimento imaculado, é dito:


"OI EMETGIS LONSHI OVOF SA

"Este selo de poder pode estar em

magnificado

MIAN I SAPAH DE OI

continuação com o poderoso deste

sons

LU IA HE BAHAL "

canção de honra clamou em alta voz "


VLCININ DS I ZA ZAZ

Feliz é aquele que emoldurou


ANGELGARD MANIN PRGE

pensamentos na mente com o fogo


ANANAEL PI

desta sabedoria secreta, ele / ela


I VGEG T CAPMIALI FISIS

torna-se também sucessivamente executar

Forte

BUTMONA ATH OD AMMA EMNA:

De boca, as obras e maldições aqui:


>> FAÇA SEU DESEJO AQUI <<


SA CHAOS ANGELGARD HARG

No caos, os pensamentos são plantados


OD IONAS AZIAGIAR.

e eles se tornarão como a colheita


ZARZAS ZARZAS NASATANATA ZARZAS



Nota da tradutora: a tradução do texto ritualístico parece estranha, porque é estranho mesmo no original.

Posts recentes

Ver tudo

© 2020

Arte, Magia & Liberdade 

Criado por Lua Valentia 

  • clube de autores
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
  • SoundCloud ícone social
  • Spotify ícone social