top of page

O ritual caótico do choque de egrégoras realmente funciona?

Atualizado: 3 de abr. de 2023

A realização de rituais é uma prática antiga e amplamente utilizada por diversas culturas em todo o mundo. O ritual caótico do choque de egrégoras, no entanto, é uma prática pouco recomendada pelos estudiosos sérios da magia. O ritual caótico do choque de egrégoras consiste em invocar um enorme número de entidades, incluindo 72 daemons, 72 anjos e 44 servidores, simultaneamente. Essa prática é ineficaz e possivelmente perigosa para o operador.

(Photo by Amber Weir on Unsplash)


Embora alguns praticantes da magia do caos possam argumentar que a natureza caótica do ritual é precisamente o que o tornaria eficaz, estudiosos sérios da magia acreditam que a falta de concentração e tato necessários para lidar com esse tipo de energia é, na verdade, um sinal de que a pessoa que realiza o ritual não tem poder algum e não consegue invocar nada.


Por que o ritual caótico do choque de egrégoras é tão ineficaz


Ao invocar tantas entidades diferentes ao mesmo tempo, as energias podem se anular mutuamente, resultando numa completa falta de efeito. Noutras palavras, em vez de produzir uma sinergia poderosa entre as energias, o ritual simplesmente acaba se cancelando, resultando em uma experiência inútil e desperdiçando o tempo e os recursos do operador.


De fato, há uma percepção de que o ritual caótico do choque de egrégoras se tornou mais uma exibição pública do que uma prática verdadeiramente eficaz. Muitos acreditam que o objetivo real do ritual é chamar atenção, ser diferente e controverso, em vez de se concentrar na realização de um trabalho verdadeiramente significativo.


Essa percepção pode ser resultado da crescente influência da cultura memética da magia pós-moderna, que muitas vezes promove uma abordagem superficial e sensacionalista. Além disso, a facilidade com que as informações são compartilhadas nas redes sociais pode levar à busca de seguidores, curtidas e visualizações em vez da busca pelo desenvolvimento espiritual e prática autêntica da magia.


Essa postura também pode ser prejudicial para aqueles que se propõem a realizar o ritual caótico do choque de egrégoras, uma vez que a falta de foco e comprometimento pode levar a resultados inesperados e indesejáveis. Em vez de ser uma prática significativa e profunda, o ritual pode se tornar uma forma de autoindulgência e exibicionismo, e sua suposta finalidade pode ser perdida.


(Photo by Hubi's Tavern on Unsplash)


Caso funcione, o ritual pode ser perigoso


Caso o operador realmente consiga invocar algo, isto pode ser, na verdade, terrível. Invocar daemons e servidores ao mesmo tempo pode ser extremamente perigoso, pois essas vibrações são muito distintas e podem gerar conflitos energéticos que são difíceis de controlar.

Tais entidades possuem vibrações opostas, o que pode levar a uma disputa energética que pode resultar em danos à saúde mental e emocional do operador a longo prazo.


Daemons são entidades geralmente densas e difíceis de controlar, pois são entidades que podem tentar enganar o operador. Por outro lado, servidores são entidades geralmente fáceis de controlar. No entanto, recomenda-se evocar poucos servidores por vez, e não todos ao mesmo tempo, pois as energias deles podem se anular.


Além disso, a invocação de várias entidades ao mesmo tempo requer uma enorme concentração e tato por parte do operador. É importante ser capaz de lidar com essas energias de forma equilibrada e sem perder o controle. No entanto, nem todos os praticantes de magia possuem a habilidade necessária para lidar com essas energias e suas interações.


Na prática, essa falta de habilidade pode resultar em problemas como a atração de energias indesejadas ou mesmo a perda de controle completo sobre a sua própria vida. Em alguns casos, os efeitos colaterais podem ser devastadores, e podem incluir a manifestação de surtos psicóticos.


Invocar daemons e servidores ao mesmo tempo é um risco que pode levar a consequências graves. A falta de habilidade e concentração do operador pode resultar em surtos psicóticos constantes.


Em conclusão, o ritual caótico do choque de egrégoras dificilmente irá funcionar. A combinação de elementos distintos, como tantos anjos, daemons e servidores, pode levar a resultados anulados em melhor hipótese e indesejados em pior hipótese. Pode gerar conflitos psíquicos. É importante ter cautela para evitar possíveis consequências graves.



© Copyright
bottom of page