Manual rápido e fácil para iniciantes na bruxaria

07/09/2016

Para você que está começando agora, seja bem-vinda à bruxaria!

Todas nós somos iniciantes! Duvida? Pois eu posso entender tudo sobre bruxaria grega, um pouco sobre bruxaria caótica. Mas e as outras tantas bruxarias que existem por aí? Pois é, sou leiga em várias! Cada cultura produz seu próprio tipo de bruxaria, então não se sinta mal se não souber de algo, ok?

 

Todas nós temos potencial para sermos bruxas, por isso precisamos correr atrás das práticas com as quais mais nos identificamos. 

 

E como podemos nos reconectar à nossa natureza de bruxa? Com gestos simples do dia-a-dia: colocar mais plantas que ajudam no ar da casa, usar produtos naturais, relaxar e ter um tempo apenas para você. Conhecer seu ciclo menstrual, se reconectar com as luas... Entender como a lua influencia na sua vida! Sim, tornar-se bruxa é um processo para toda a vida!

 

Em primeiro lugar: paciência. Você não precisa saber tudo de uma só vez! Você não precisa fazer nada que não queira! Provavelmente encontrará muita gente mandona tentando te ensinar, mas nem a matemática tem uma única fórmula, quem dirá a magia! Há vários caminhos para se obter o mesmo resultado!

 

Não faça nada com o coração pesado! Provavelmente seus pais já te obrigaram a ir a catequese ou ao culto todo domingo. E muitas vezes você fez por pura obrigação. Magia não combina com obrigação! E magia também não é feita apenas de paz, amor e discursos bonitos!

 

A gente fala em paz, amor, em se sentir grata e em agradecer. A gente sugere o ritual tal. Mas nada disso adianta se seu coração estiver pesado. Se seu coração estiver mal, você deve respeitá-lo. Se você está com preguiça, de mal com a vida ou simplesmente sem vontade, não faça rituais. Espere um pouco, se for o caso medite. Viva seu momento. Seu momento pode estar incômodo, mas talvez seja necessário para você aprender algo. E então quando você sentir um certo frescor, você vai notar sua energia se transformar. Aí sim chame o amor, a paz, o sentimento de gratidão pra você e jogue para o universo! Não banalize essas palavras e jamais faça um ritual por obrigação ou sem vontade. Ritual que envolve paz, amor e gratidão deve ser feito com alegria, paixão e sinceridade! Respeite seu tempo!

 

Mas então, o que é magia? Cada pessoa tem sua visão sobre magia. A meu ver, é criatividade aplicada à vontade. É teatro, música, artesanato, gastronomia e todas as formas de Artes que você puder imaginar voltadas para seus sentimentos, desejos e aspirações. Todo ritual é uma forma de atuação. Mas não é arte pela arte. É arte pela Vontade! É uma forma de louvor através da arte. Por isso também chamamos bruxaria de Arte. Se você ainda está no Armário das Vassouras, ou seja, não quer dizer que pratica bruxaria, simplesmente diga que pratica a antiga Arte. A Bruxa apresenta ao universo sua obra e eleva seus pensamentos de modo com que consiga o que deseja. Então ela agradeça pelo que já alcançou. Em síntese, todas as bruxas são Artistas!

 

Bruxaria é religião?  De certa forma, todas as religiões usam um pouco de bruxaria. Então pode ou não ser religião, só depende de você e de como você enxerga sua prática.

 

É preciso acreditar em deuses? Não. Você pode simplesmente cultuar a Natureza como ela é: em sua vida majestosa. Mas é natural entrar em contato com deuses e sentir uma conexão tão grande que você queira também cultuá-los. 

E como as bruxas praticam a antiga Arte? 
De tantas formas quanto a imaginação permitir.

 

Ah, mas me dê uma direção! 

Então vamos para a parte prática! 

Ok, em todas as práticas há alguns elementos parecidos. Todas as bruxas tem pelo menos um altar em casa. Este altar pode ser dedicado a vários Deuses, ao deus Pai e à Deusa Mãe ou à Natureza no geral. 

 

 Altar para a Deusa Hécate. Este altar costuma ser mais sombrio por conta da própria natureza da Deusa. Tudo depende de você e dos deuses que quiser cultuar. 

 

E o que tem neste altar?  Os 4 elementos água, fogo, terra e ar. Você não precisa gastar dinheiro para montar seu altar. A água é representada pelo cálice. Você pode colocar um copo ou comprar um cálice bonito. Ou se preferir há lojas de bruxaria que vendem cálices só para isso. O fogo é representado por velas. A terra pode ser representada por flores e o ar é representado por incensos. 

O altar pode ser móvel, isto é, você pode guardar todos os elementos num baú, colocar na sua bolsa e ir até o meio da natureza e ajeitar tudo em cima de uma pedra, por exemplo. Ou pode ser fixo. Pode ser num cantinho do seu quarto, inclusive. E pode ser tão escondido que nem parece com o altar! 

Então as 4 coisas que uma bruxa deve ter em primeiro lugar são: cálice, velas, flores/plantas e incensos. Este é o básico. 

 

livro das sombras

Também é importante separar um caderno para fazer seu livro das sombras que pode servir como seu diário de práticas mágicas. As bruxas costumam ter vários tipos diferentes de diários: diário da lua vermelha (que é o da menstruação), diário dos sonhos etc. Mas você pode fazer tudo num só. Você não precisa comprar um livro das sombras bonito, pode customizar você mesma!

 

Exemplo lindo que eu vi por aí: 

  

Eu tenho dois: um é pequeno e versátil e eu levo para onde vou. Sempre que tenho inspiração ou sonho, eu anoto nele. Então tenho outro que é bem grande mesmo. Eu comprei no Empório Estelar. No maior, o "oficial", eu passo meus rascunhos à limpo e tento transformá-lo numa verdadeira obra de arte. Fazer isso é bem legal porque assim não rabisco o oficial, mas também não perco nada. 

Instrumentos mágicos

 Além disso, é importante para a bruxa ter seu próprio caldeirão, que pode ser uma panela que você separa só para isso. Nessa panela você irá queimar ervas, por exemplo. É o famoso caldeirão da bruxa! 

 

As bruxas também têm varinha e athame, instrumentos básicos da bruxa! 

 

Por fim, é preciso estudar e se dedicar muito! Entender o ciclo da lua, para que servem as ervas e as flores. E também, caso queira, descobrir quem é seu Deus Pai e quem é sua Deusa Mãe, por isso facilitará muito o seu processo de autodescobrimento! 

 

Exemplo de um altar dedicado à Deusa Perséfone, minha deusa mãe: 

 

Leitura complementar: 

 

Guia essencial da bruxa solitária - Scott Cunningham,

Grimório para o aprendiz de feiticeiro (contém de tudo!) - Oberon Zell-Ravenheart

O Livro dos Feitiços - Nicola de Pulford 

 

Acho que começar por esses já é excelente! 

Eu já fiz um texto bem introdutório a respeito, porém ele ficou muito filosófico e teórico demais! Para você que quer ler a parte teórica, eu recomendo! É só clicar aqui

Please reload

Please reload