Bruxa, você é mais forte que imagina!

13/09/2016

 Hoje é dia de ir à batalha. A semana parece mais longa ainda! Hoje é dia de entender que tudo tem um preço, que assim é a vida. Se você não estiver disposta a pagar pelo preço, a vida irá te encurvar até que você esteja. Pelo amor ou pela dor, você escolhe!

Bruxa, como está a sua vida? Quantas pessoas você permite que te humilhem? 

Você perde seu tempo brigando e se lamentando com quem não está nem aí? Perde seu tempo tentando conversar com seus desafetos? Perde seu tempo tentando imitar os vencedores? Perde seu tempo tentando ocupar espaços de seus acusadores?

Você já sabe que foi inferiorizada, humilhada e pisada. Já sabe que há milhares de anos você não foi aceita. Pode ser queimada ainda hoje, mas ao invés de fogo usam artimanhas. E o que você faz a respeito? Desabafos nas redes sociais? Você apenas se une com aquelas também humilhadas? Vocês fazem concurso de quem é a Rainha do sofrimento? Você quer expor a sua dor como um troféu? Chega deste vício. Chega deste círculo. Você precisa sair do vale das lamentações, levantar a cabeça e agir de acordo com a bruxa que você realmente é. Você é uma bruxa. Você tem poder. Você precisa saber usá-lo. Você precisa saber ir à guerra. Você achou que a vida era um conto de fadas? Pois você é a bruxa dele! Sua vida não foi fácil e nunca será mais fácil. Aprenda a ser uma guerreira. Aprenda a destruir. Você precisa pensar como um bruxa, agir como uma bruxa, falar como se tudo que saísse de você fosse um feitiço. Suas palavras são muito poderosas, preste atenção ao que você diz e como você diz. Preste atenção em tudo que você deseja em voz alta, pois se tornará realidade. Você vive num local em que todas as pessoas se estapeiam para falar mais alto, para se vitimizarem mais. Ao alimentar esse ciclo de desgosto, pegam seu poder através da sua fala. É importante desabafar, lamentar, mas para as pessoas certas. Agora chega! Já chorou demais! Bruxa, esteja ciente do tamanho da sua batalha. Esteja ciente de quem é seu inimigo. O inimigo é seu obstáculo. Pode parecer simples e fácil. Pode ser monstruoso. Estude seu inimigo, mas não revele detalhes. Não diga que está chegando, bruxa! Seja sorrateira, seja como o fogo que crepita na noite estrelada quando todos estão dormindo e só acordam com o cheiro da fumaça. Mas ao acordarem, será tarde demais. Não faça uma fogueira pequena e miúda que pode ser apagada com um balde ou com a chuva. 

Quando o céu estiver estrelado, quando não tiver sinal de chuva, coloque a sua fogueira e se deixe queimar. Dance com o fogo das chamas, esta será sua vingança. Crepite alto, bruxa, você será o próprio fogo. E após tudo queimar, o inimigo será derrotado e você poderá renascer das cinzas de novo!

Please reload

Please reload