Ritual do resgate da criança mágica

É muito comum nas crianças uma sensibilidade diferente por vezes acima do normal, e quem convive com alguma, já deve ter ouvido algo estranho algum dia, sobre seres estranhos e amigos invisíveis. Diferentes de amigos imaginários, esses possuem um repertório estranho aos adultos de casta cristã, que as repreendem, dizendo que é errado dizer essas coisas, e com o tempo a criança acaba perdendo contato com esse mundo invisível. 
As repreensões por parte de adultos que não se querem dar ao trabalho de compreender o que a criança está falando vem da nossa educação falha, onde se subestima o caráter e a cognição de uma criança, pressupondo que ela não é capaz de discernir o que fala, dizendo as primeiras bobagens que lhe vem à mente. Claro que a inventividade de uma criança é sim, repleta de pequenas surpresas, mas cabe ao adulto saber diferenciar imaginação de um evento mágico. Muitas crianças são reprendidas por adultos na família que a afastam da magia, mas depois de adultas elas sentem um desejo de consertar isso.
Longe de recriminá-los, pois é comum a falta de informação em torno do assunto e muitos pais são superprotetores afastado da criança tudo que desconhecem, julgando ser automaticamente perigoso para ela, isso adicionando o fato da fixação religiosa que era muito criteriosa no passado, temendo ofender a divindade da qual são devotas dando credito as empreitadas visivelmente pagãs da criança.
Poucos bruxos da atualidade foram educados para serem bruxos. Isso eles descobriram, ou redescobriram no decorrer dos anos. Infelizmente nem todos aqueles que redescobrem possuem boas lembranças do seu rompimento com a “infância mágica”, e ainda há aqueles que adorariam ter tido, mas não puderam ter o contato com a magia na infância seja por atritos familiares, tabu, educação focada em conceitos religiosos, falta de informação, livros e contato com bruxos mais velhos, etc. 
O fruto disso para algumas pessoas é um vazio, uma lacuna por vezes dolorosa, de uma mágoa por algo valioso que foi retirado da criança por preconceito ou falta de sorte. Evidentemente não é o tipo de coisa que os bruxos revelados da atualidade não querem para criança nenhuma, e também não querem para a criança que já foram. 
Mas o fato é que essa criança que foram, pode ser acessada e consolada pela retratação do deus e da deusa, dando a ela a porção de magia que lhe foi retirada e negada. 
Esse ritual apesar de parecer fugaz, é na verdade delicado e dramático, sendo necessário meditação e preparo, pois se acessará partes feridas da psique e da alma magica. É indicado tanto para pessoas que tiveram a magia riscada de suas infâncias, quanto para aquelas em que a pesar sobre a ausência da mesma na sua infância, mesmo sem ninguém para se opor, não tendo vivida, apenas por uma acaso.
Você acessará a alma mágica da sua criança, e a curará, sanando os malefícios causados por uma educação mal orientada. É por fim, um dos rituais mais sérios, sendo feito em duas partes que aparentemente não tem muita coerência, mas são, sim, ligadas, sendo uma explícita e outra implícita, como já dito, o divino-mágico transcenderá o tempo através de um portal, através de uma conjuração, acessando e evocando a alma mágica da criança interior do passado esquecido, pois a maioria que busca esse ritual já está, ou está entrando na segunda fase da vida, a adulta. A face mulher da deusa e homem do deus, no entanto as crianças divinas estão contidas neles ainda, e podem ser acessadas se necessário.

 

PARTE 1
ITENS NECESSÁRIOS:
1.    Velas coloridas, não importam as cores, desde que bem coloridas. 
2.    Um espelho (se possui espelho mágico, pode usa-lo)
3.    Uma pequena boneca, a menor possível, que possa ser descartada ou na falta da pequena boneca, use uma semente qualquer, mas a maior que encontrar.
4.    Um item para cavar a terra, se possível sua adaga.
5.    Um recipiente com água.
6.    Uma foto antiga sua, do tempo de criança. Não precisa ser a original, pode ser mesmo uma copia Xerox. Se não existir a foto, use um recorte de revista com uma criança que se pareça, (ou você acha que se pareça) contigo. Não tem problema, pois ela é simbólica, e ajuda a acessar a criança do teu espirito.
7.    Um lenço 

 

LOCAÇÃO
A melhor locação é na natureza, próxima a uma arvore, se possível em lugar retirado.
OPCIONAL
Indumentária
Incenso
Música
água para lavar o rosto e beber
 

MÉTODO
•    Acenda as velas em feixe ou cÍrculo segundo sua preferencia, cuidando para não atear fogo em mais nada.
•    Num altar, coloque o espelho deitado com a face reflexiva para o céu
•    No centro do espelho, coloque a boneca (ou semente)
•    É aceitável suas conjurações e preparativos pessoais como círculos e etc, que achar pertinente para a proteção e energização para o intento

•    Respire lentamente e visualize a “foto da criança”
•    Queime-a
•    Espire lentamente e lembre-se da sua infância, o momento em que mais precisou de magia, e o momento em que foi reprendida por causa dela, 
•    Respire lentamente, acalmando-se . Por vezes uma ira é possível surgir.
•    Estando totalmente acalmado, tome e adaga e faça um movimento simples de cortar o ar, de cima para baixo, como se quisesse cortar a linha do tempo, para mudar algo.
•    Abra os olhos, deposite a adaga a parte, e mostre as suas duas mãos para a boneca (ou semente) no meio do espelho e recite a cantiga abaixo:
Segue agora a cantiga do resgate da criança mágica. O nome da cantiga é “Retrilhar”
“Acorda criança mágica
Que do berço levanta, aprenda a andar
Deus e deusa pelas mãos te ajudam a caminhar
Vá lá fora para floresta brincar com o sol e a lua
Correr e girar, catar contas e sementes
Transformar em raposa ou serpente
Peixe do rio e do mar
Se sujar com a terra e com o vento dançar
Lavar com agua e fogo mágico criar
Falar com a velha árvore e das rochas pular
Toda sorte de elemental te ensina a encantar
Teus olhos estão nus, sem maldade para cegar
Os seres mágicos te convidam a brincar
Dentro de ti o belo broto da magia germina
Com luz do sol e da lua ela se anima
Em boa terra ela cresce
não dai ouvidos a quem te enfraquece
estendo a minha mão para dentro desse espelho
da falta de apelo de uma criança inocente
eu resgato a mim mesmo, para os novos dias da magia
aqui está protegida, ave ferida
minha semente, minha vida, agora protegida
pois a magia dessa criança ninguém tomará
pois está protegida por toda força da rapina
conjuro em torno de ti mil leões, tigres e lobos
salvaguardada és tu de novo
vestida com raios e fogo
com a graça do deus e da deusa,
minha semente querida te deposito na terra,
onde minha árvore germina
multiplica a cura sobre minha dor passada
agora sou bruxo, mais forte que  aço
o passado foi restaurado e a ferida tratada
minha criança amada agora restaurada
está onde o mal não toca, nos colos do casal divino
aprendendo a brincar de magia
até que o tempo me torne
o que hoje me torno:
a magia com nome.
(diga o seu nome)”
Faça uma concha com as mãos e pegue a boneca, ou semente com delicadeza, e deposite no lenço, dobrando-o e leve até a raiz da arvore. 
Cave ali uma pequena toca, e deposite dentro.
Cubra com terra, empurrando com as mãos, como que cobrindo com uma manta.
Jogue um pouco de agua em cima, e diga 
“que germine a magia e o poder, nos colos do deus e da deusa a criança está protegida, as feridas se curam e os bons dias virão”
Recolha seus itens mágicos e retire-se agradecendo a natureza e aos deuses
Parte 2
Encontre uma criança que conheça, qualquer que seja, e dê a ela algo que remeta ao mágico, pode ser um doce ou um brinquedo. Se for possível indique uma animação que contenha elementos mágicos, algo bem fácil hoje em dia. 
Esta feito. É só.

Please reload

Please reload