Vassoura de bruxa e o vôo mágico

 

Assim como fiz com a varinha, outro item icônico da bruxa é a vassoura. Bruxas realmente voavam em vassouras? Que tipo de magia se pode fazer com uma vassoura? Ela pode se tornar um utensilio mágico, ou ser consagrada?
Bom, primeiramente temos que relevar que numa época antiga, o comercio e a indústria praticamente inexistiam, e que muitos utensílios eram fabricados artesanalmente. Isso valia para utensílios domésticos. Os bruxos sendo comumente pessoas isoladas em certas épocas da historia, tinham de ter conhecimentos de como providenciar tudo o que lhes faltava, e boa parte disso era através de ensinamentos aprendidos dentro da própria família. Assim sabia-se quais arvores poderiam dar seus ramos para se fazer boas vassouras , visto que as primeiras vassouras eram na verdade, ramos ou galhos de certas arvores, onde suas folhas eram usadas como cerdas para a varredura, como o vidoeiro por exemplo. Com o tempo, outras arvores e arbustos também entraram no compendio, até que se criou a vassoura feita com a amarração de cerdas em um cabo.
Mas porque a vassoura era tão importante para a bruxa? O fato é que na verdade, tudo era importante para a bruxo, pois os recursos eram poucos, e não se desperdiçaria nada, pois isso poderia significar problemas com perca de tempo e pertences. Além do mais, o controle de pragas era outro ponto sofrível. Acreditava-se que ter o chão varrido com uma vassoura feita de certos arbustos afastaria certas pragas, como piolhos, pulgas, percevejos e outros. O conceito não é tão fantasioso quanto parece. A ave pica-pau não faz ninho em qualquer arvore: ela escolhe arvores cuja seiva lhe sirvam de proteção: ao ver uma serpente a tentar lhe furtar os ovos, ela bica em torno do tronco, deixando que a seiva causticante entre em contato com o ventre da serpente, fazendo com que ela seja obrigada a abandonar o intento. 


Bruxas, Vassouras e magia


Outro uso óbvio da vassoura para a bruxa é a aplicação mágica. Acreditava-se que a vassoura era capaz de varrer qualquer coisa, o que resultou em certas danças rituais de limpeza da casa, que observadas por perseguidores resultou nos primeiros boatos de voos em vassouras. Embora a origem do mito seja mais complicada do que apenas isso, conforme vereis adiante. 
Sendo assim, a vassoura pode ser usada para limpezas mágicas, e sendo ele tão presente na vida cotidiana, o fez encher-se de mitos e superstições, sendo algumas muito interessantes, e nem sempre ligadas a bruxaria, como por exemplo: 
•    Ao mudar-se tu de casa, não varreis pela primeira vez com vassoura nova, mas sim a velha, para que traga o equilíbrio do antigo lar para a nova residência;
•    Inutilizada a vassoura no lixo não deve ser jogada, mas sim queimada, para que não se levem por ai a felicidade do lar, ou nas mãos de pessoas ruins fazerem-se feitiços contra a família se valendo dos restos da vassoura;
•    Varreis primeiro os aposentos internos, e depois os da entrada e depois fora da casa, nunca o contrário;
•    Para que nunca se atrase o dono da casa guardai-a sempre em pé;
•    Não se empresta vassoura usada, para que a sorte não seja tirada;
•    Ainda hoje é superstição tradicional em todo Brasil pôr uma vassoura, com o cabo para baixo, detrás da porta, na intenção da visita demorada e monótona lembrar-se de fazer as despedidas e ir-se embora, e finca-la um garfo para que a mesma nunca mais volte.
•    Não se varre pela noite parra que não se incomode as boas energias e boas almas;
•    Onde não se recolhe lixo, não se varre lixo para a rua, mas no limite da casa, se varre para dentro, depois o lixo é enterrado longe, ou queimado;
•    Deve-se pensar bem no que estas varrendo pois a vassoura também pode varrer coisas boas, como felicidade, tranquilidade, bem-estar, saúde, boa sorte  e mesmo o amor também;
•    Há uma superstição que moço ou moça que teve os pés varridos não conseguirão casar-se;
•    Pode-se consagrar a vassoura como um utensilio mágico, assim como qualquer outro útil para a limpeza magica do lar;
•    Deitada sobre a entrada da casa, ela varre os feitiços jogados contra o lar de alguém, ou mesmo nas pessoas que ali moram;
•    Como item de purificação, ela é ligada ao elemento agua, sendo ela excelente para purificar o ambiente antes dos rituais.

Voando na vassoura

É quase impossível um filme sobre bruxos atual onde não se veja uma bruxa voando em um tipo de vassoura, mas de onde veio essa ideia? Para começar, antes de falarmos da vassoura, temos que falar de certas ervas. Seja por recreação lúdica, ou por processo ritualístico, os bruxos conheciam os poderes inebriantes, entorpecentes, narcóticos e alucinógenos de diversas ervas. Uma das misturas que possui inúmeras variantes é a de ervas para a sensação de voo, o voo mágico. Inquisidores ao capturarem bruxas, as torturavam para que contassem dentre outras coisas, sobre o voo, e estas diziam que de fato voavam, o clero sem compreender (por incapacidade ou má vontade) que tipo de voo era esse, confabulavam historias para que pudessem condená-las mais tarde acrescendo as acusações à pena. 
O fato é que eram usadas misturas de ervas como meimendro, mandrágora e bela dona que causavam anestesia, e alucinações que remetiam ao voo. Porém a ingestão de tais elementos era extremamente perigosa devido aos efeitos colaterais que podiam incluir além de sortes de mal estar, coma e mesmo morte. Porém, descobriu-se uma forma dos elementos alucinógenos e narcoticos atuarem no corpo, sem que se precisasse ingeri-los: através do unguento de bruxa. O unguento macerado com gordura de porco (e em parte através da cozedura dos mesmos na gordura) era passado em todo o corpo, para ser absorvido de forma seletiva. 
Também se passava o unguento em cabos de vassoura, que eram friccionados contra a mucosa vaginal e anus, para acelerar a absorção, que era feita sem que os elementos entrassem em contato com o sistema digestivo, minimizando os efeitos colaterais. O processo também explica por que às vezes as bruxas eram retratadas voando nuas nas vassouras. 
Hoje a vassoura é um item icônico e de fácil identificação por todos os bruxos da atualidade como útil a magia, e característico de nossa cultura. 
 

Please reload

Please reload