Encante seu Chapéu

05/06/2017

 


Um  dos itens mais importantes na prática mágica e que nos remete claramente as bruxas são os famosos chapéis mágicos!

Para as bruxas, era essencial que tivesse um formato de cone pois possui uma função condutora de energia, podendo aumentar nossa concentração, permitindo que nossas ideias possam ser canalizadas para o alto! O Chapéu possuirá a função de emitir para o astral a energia gerada pelos seus pensamentos. Esse canal aberto trás na verdade um fluxo, pois da mesma maneira que podemos emitir, também podemos receber energias de cima, o que é essencial para canalizar nossa intuição e receber mensagens tanto das energias que nos rodeiam quanto as energias divinas nas quais as bruxas tanto entram em contato. Por esse fato, aumenta nossa capacidade de percepção, inteligência, sabedoria e concentração. Outra coisa legal, é que podem servir como antenas, podendo transmitir energias e pensamentos para outros bruxos que possuam o chapéu, ou qualquer outro objeto em formato de cone.

Acredito que é um dos itens da magia menos enaltecidos, apesar da tradição, e de maior utilidade para rituais mágicos. Porém, apesar da brilhante ideia das bruxas em criar um formato que seja genérico para qualquer tipo de energia, esse tipo de magia nos leva também a outras vertentes, mais associadas a magia do Caos, que não se limita ao formato físico de cone e vai além do tradicionalismo.

Em várias culturas, vários tipos de chapéis foram desenvolvidos, devido a isso cada chapéu tem sua espécie de "Egrégora" própria, que pode muito bem ser utilizada e enaltecida para um determinado propósito mágico. Temos por exemplo o seu Zé Pilintra da falange dos malandros, que tem como costume usar um chapéu panamá de fita vermelha, sendo super possível entrar em contato com a energia desta egrégora com esse tipo de Chapéu.

Outro exemplo, é nosso amigo Hermes, ou Mercúrio, que possuía uma espécie de barrete antigo alado. Como esse tipo de chapéu hoje em dia é um tanto raro, qualquer chapéu em que você faça alguma espécie de arte e coloque algumas asas nas laterais, poderá ser usado para invocar as energias mercurianas, que sabemos ser ótimas para o desenvolvimento do intelecto, da comunicação, da percepção e da leitura dos acasos e sincronias do cotidiano. O Século XXI nos trouxe uma série de coisas que podem ser utilizadas para fazer essas asas, como bordados (aqueles que tem uma máquina computadorizada que borda qualquer simbolo), pintura, ou até mesmo um par de Broches em formato de asas podem ser utilizados de cada lado. Boinas ficam super elegantes também.

A Tradicional Cartola dos magos é uma das minhas favoritas, pois é a prova de que um objeto desenvolvido pela moda, pode muito bem ganhar qualquer outra conotação nas mãos de um mago, nos lembrando bastante aqueles chapéis de onde "coisas" podem sair de dentro. Associo bastante esse tipo de chapéu ao poder do caldeirão da Deusa, de onde qualquer coisa pode sair. Esse chapéu tem costume de ser retirado da cabeça, virado para que a abertura fique para cima (igual um caldeirão) e com uma varinha mágica (Varinha: Masculino, chapéu/caldeirão: feminino, elementos cujas formas nos remetem ao poder de fecundação para criação) é possível fazer surgir aquilo que você deseja. Um simples exercício concentrado, onde você foca seu pensamento naquilo que deseja para que seja projetado para dentro da cartola, e depois de um tempo tira-se da cabeça, com a varinha faz se um encantamento, ou decreto, imaginando seu pensamento ou desejo, saindo da cartola.

Uma série de Exu's também são vistos usando cartolas e podem ser associado a eles. Assim como algumas entidades Voodoo como Papa Legba.

Isto é apenas um esboço perto de qualquer tipo de chapéu que exista por ai. Desde chapéis variados de carnaval, até aqueles que podem ser mais usados dia a dia, possuem uma espécie de carga cultural que pode ser utilizada pelo bruxo. E mais, caso a pessoa não deseje se apoderar daquela egrégora do chapéu, o bruxo pode, após um exercício de limpeza astral, limpar o seu chapéu (energeticamente) e reprogramá-lo para as mais variadas funções. Ou até mesmo consagrá-lo para o Deus que você quiser (desde que haja um mínimo de associação Ex: Chapéu de Pintor para a Deusa Íris, Deusa do arco-íris com enorme potencial artistico, criativo, e fecundador).

Lembrando sempre que o chakra em maior evidência nessa magia é com certeza o coronário, então pense também na saúde deste chakra. Sempre aconselho ter um exemplar em forma de cone para fortalecer esse chakra e abastecer ele com boas energias, reequilibrando-o,  também não usar SEMPRE o chapéu, pois precisamos desse chakra um tanto livre. Utilize para um evento, ou quando for fazer uma magia/ritual com um proposito alinhado ao chapéu. Uma dica é colar ou costurar uma pedra que seja excelente para a saúde do coronário bem na extremidade interna do cone. Lembrando sempre de energizar a pedra.

Só de você colocar o chapéu, já entrará em estado alterado de consciência, mais voltado as energias que o chapéu trás para você.
Mais uma vez, não se limite ao formato do chapéu. Qualquer chapéu que seja considerado "da sorte" por qualquer pessoa pode com o tempo ter essa função. O Tecido tem poder de absorver energia emanada pelos nossos pensamentos, e mesmo aqueles materiais não tão fáceis de absorver energia, podem facilmente ter essa função se forem da cor preta (Igual o Athame de cabo preto) exceto plástico ou outros materiais muito sintéticos que não tenham a menor quantidade de tecido vegetal/animal.

Qualquer símbolo também que você consiga incrementar, vai associar também o chapéu aquela energia por motivos óbvios. Lembrando também que qualquer capuz que seja em forma de Cone também pode ser utilizado (No caso, encanta a roupa toda mas com foco na parte superior)

 


Mas, independente do material, sua energia irá impregnar o objeto de alguma forma com o tempo, deixando esses detalhes estéticos a critério pessoal.

Aqui vai uma dica de consagração do chapéu mágico, no fim das contas, segue o mesmo sistema mágico de encantamento de qualquer objeto para torná-lo mágico. Você vai precisar de:

- 1 Chapéu de sua preferência
- 1 Vela (A cor que você achar melhor para a energia que irá imbuir o chapéu, na dúvida Branco serve para todas as ocasiões)
- 1 Encantamento ou evocação (Em casos de Egrégoras de Deuses/Entidades e etc)
- Objetos que podem ser usados para traçar o círculo.

Abra um circulo mágico comum, não é necessário chamar os 4 elementos, a não ser que prefira, a ideia é criar um espaço no qual você possa preencher com qualquer energia e deixar o chapéu descansar ali por um tempo, pedindo a uma egrégora que abençoe ou colocando qualquer representação da energia que quer incrementar.

Abra o círculo e faça um banimento para anular qualquer energia do local. Limpando o espaço astral.

Acenda a vela ao lado do chapéu e coloque ao redor deste, figuras relacionadas a egrégora/energia escolhida.

Quando finalmente estiver sentindo e percebendo a força gerada no local (aguarde o tempo necessário, deixe a vela queimar) Recite o encantamento para que o feitiço se ative e deixe o chapéu ali até o fim e pronto! Tem um chapéu mágico, e na medida de uso, ganha força

Importante: O Encantamento precisa ter dentro dele todas as funções do seu novo objeto mágico. Deve ser bem especificado para que ocorre exatamente o que você decretar e sempre afirmando no presente.
Ex: "Decreto que este chapéu canaliza o poder de meus pensamentos" ou "Decreto que este chapéu aumenta minha inteligência e concentração ao colocar na cabeça" E por ai vai.

Para finalizar, pode dar um nome para seu objeto, selando todos os seus poderes de acordo com o nome. Que também pode ser utilizado para ativar o chapéu se assim for decretado
Ex: "Decreto que o nome deste chapéu será xxx, e sempre que eu dizer seu nome, todos os seus poderes se ativarão, e desativarão com um estalar de dedos

Please reload

Please reload