Set 29

Sigilo - dúvida

0 comentários

Tem algum tempo que estou estudando o Liber Null e surgiram algumas dúvidas na hora de criar um sigilo. Eu posso acrescentar um símbolo do alfabeto do desejo (pág. 88) em meu sigilo? Se sim, o que posso esperar como efeito?

 

Outra dúvida, é quanto tempo eu posso levar para criar um sigilo, logo após escrever o meu desejo? Tem que ser no mesmo dia? Pode levar dias, semanas, meses?

 

Se alguém puder esclarecer essas dúvidas, antecipadamente agradeço.

Posts Mais Recentes
  • Devo admitir que não concordo com muitos dos conceitos e significados dada as palavras que são ditas entre outras falácias, ainda tenho esse direito creio eu, que expande uma forma de livre pensar de certa forma que ainda sofre preconceitos. Devo admitir que tenho uma certa preocupação dogmática as quais determinados indivíduos optam ou escolhem seguir, e neste caminhar e/ou caminho, precisam abrir mão de muitas relações e fatos, muitas das vezes já concretizados. Entendam que é um alto preço a se pagar, e não estou falando de dinheiro e sim de conceitos, preconceitos e pré-julgamentos de inúmeras formas possíveis, muitos receberam informações diversas e variadas muitas vezes ambíguas, e pior ainda que muitas vezes serão falsas, dos "magos" e/ou "magistas" ou seja lá de onde for, ( já que o verdadeiro sábio estuda as raízes das coisas, o resto é gado), se falará bastante em liberdade mais ela não existirá por que as pessoas estarão presas aos seus grupos dogmáticos no sentido psíquico, e isso é realmente desafiador! Ao mesmo tempo sei que existem pessoas com mentalidade e discernimento mais coerentes com a nossa realidade. Desejo prosperidade a estes laços fraternos, são raras as exceções em que conseguiremos nos identificar de fato, também existirá esse pensamento com relação a quase todos, mais ainda teremos aliados creio, talvez por compor uma horda, mais não tenho certeza de nada. A oportunidade de propagar uma ideologia através da música. Pra quem quiser ou tiver interesse lógico em ouvir. Seguindo esse mesmo sentido de pensamento ouvimos se falar bastante sobre ego plasmado e sobre as quebras dos véus etc... Mais se observarmos através dos sentidos comuns, perceberemos claramente que existem certas aflições por parte de diversos iniciados, seguidores e/ou admiradores de diversas correntes. Quero deixar claro que não pertenço e nem tenho tal pretensão, mais notei em alguns encontros uma determinada arrogância por parte de alguns, o que pra mim é totalmente contraditório. É como se a hierarquia sinta a necessidade de ser idolatrada e não respeitada. É como confundir a riqueza com nobreza. Ler e estudar sobre o comportamento humano e tão necessário quanto se auto conhecer, ser capaz de identificar os diversos indivíduos pelos gestos (agir), pela forma de falar (baixo ou alto, forte ou fraco longo ou curto), pela forma de gesticular enquanto demonstrar seu ponto de vista, é inegável e errônea a negação do uso da psicologia e da parapsicologia para com o ocultismo, acredito na sua importância e relevância como meio de transcendência e transformação do pensamento psíquico. No sentido do comportamento humano quando reunidos em determinados grupo, deixa claro e evidente as pessoas que utilizam das máscaras para se sentirem parte de algo, logo expõem e deixam visíveis suas fraquezas. Sim, alguns passaram a vida inteira assim, sem ao menos dá uma chance a si próprios, enxergar a “real verdade” ao qual o faça se sentir confortável parecia ser sua válvula de escape para algo ainda sem seu entendimento, mesmo ele ciente de que não passará de uma mentira para si mesmo, mesmo ele sendo e reconhecendo a própria mentira citada, entendendo que ele próprio é uma farsa, e mesmo assim idealizador e propagador de idéias falsas, claro! Se não compreendermos o verdadeiro mal, logo nos tornamos incompreendidos a si mesmos, limitados, estagnados e presos ao nossos pensamentos congelados, logo o pensamento deste se torna obsoleto, sua própria amargura e decadência, pensamentos pobres e inúteis, que no âmago da sua dor não passará de meros devaneios psíquicos que não farar sentido algum, há não ser para que seu próprio espírito venha a definhar em suas epopéias de pensamentos no sentido de não transcendência. Nem o mal é verdadeiro irmão, e esse mesmo pensamento "iluminista" se aplica até aos mais fiéis à sua gnosis e egrégoras, sem falar que muitas das citações são ambíguas, pesquisando e estudando bastante fica claro e evidente que até nas mais "altas" hierarquias religiosas de todo o mundo, sem exceções, isso é perceptível. Não confundir a palavra gnoses com episteme. Que refere-se ao conhecimento fundamentado na vivência do intelecto transmitido por meio de discurso. Entendo que gnoses é um conhecimento superior, mais que ainda assim partiria de um sentido mais amplo e individual e que se sustenta na vivência e na experiência íntima realizada pela própria pessoa. A gnoses em si mesma é "as excelências em você mesmo " conforme um axioma imortalizado como no templo de delfos. " Homo Nosce Te Ipsum" ou seja, homem conhece a ti mesmo é conhecerás o universo. Por isso essa nossa vontade que escolhermos seguir sozinhos? Trata-se de uma sabedoria "secreta" em resumo acredito que os diversos sistemas visam transmitir aos seus discípulos apenas os "modus operandi" para que cada um possa encontrar a si mesmos. E isso 80% se quer sabe onde se enfiou, a maioria das pessoas apenas sentem a necessidade de participar e de pertencer a algum grupo. Apenas por se tratar de uma necessidade que também é ancestral. É da natureza humana! Pessoas como eu, você e mais outras poucas pessoas conseguem entender isso de forma quase que intuitiva ou de forma natural, o que para alguns não entendedores, pode soar como uma ameaça. Penso nisso quase que o tempo todo, mais olho para um lado e para o outro e só consigo enxergar pessoas em suas cascas. Debater em grupo e tão importante nesse caminho quanto respirar, mais não se encontra seres assim com tanta frequência por aqui ou em quaisquer parte, é um caminhar solitário! Ou quando você cita acima a questão da limitação inerente, também está relacionado à própria psique humana, capaz de desenvolver transtornos mentais, digo isso é afirmo, por quê acabei desenvolvendo esses transtornos depois de um "determinado" tempo. No meu caso, aconteceu de forma pós traumática aliada a cede de conhecimento exacerbada. E como na nossa última conversa antes desta, entendo que precisa ser de forma lenta e gradual. Mais levei muitos anos para entender isso. Também creio na morte ou quase morte, como um novo renascer evolutivo pessoal também. Não sei se irá me entender. Temos que passar pela morte ou se possível sentir de perto o que realmente significa morrer... Algumas coisas ganham sentidos e outras perdem os sentidos . Hoje não temo a morte, hoje eu entendo perfeitamente o que dignifica e tenho projetos de compor sobre ela. Pode parecer até um pouco radical no sentido literário. Mais o cotidiano está em constante transformação, e muitas mudanças estão surgindo e é algo extremamente natural que isso aconteça, e será com bastante frequência e intensidade. Kahoz Amon.
  • Olá pessoas, me sinto um pouco desconfortável em trazer esse assunto mas não encontrei nada relacionado em nenhum lugar e não sei porque, mas estou com problemas nesse sentido. Apenas encontro pessoas pedindo riquezas, conquistas pessoais e amor. Muito raro amizade. Faz mais de 6 ANOS que não consigo manter uma amizade, nem sequer um colega. Todas as pessoas que conheço ao passar algumas semanas, tendem a me tratar mal e desfazer esse pequeno vinculo até ali criado. SIMPLESMENTE DO NADA. Já analisei se eram coisas que eu fazia, meu jeito de falar até mudou um pouco. Eu procuro suavizar mais a voz, procurei expressoes que apaziguassem minha aparencia para parecer o mais receptiva possivel. Não sou um exemplo de beleza, nem tenho riquezas invejaveis. Sou uma pessoa normal. Senti que talvez fosse um maldição que jogaram em mim pois já me fizeram muito mal no passado e eu consegui por pouco sair viva e sã da situação. Fiquei um tempo afastada das pessoas mas ja voltei ao normal da epoca dos eventos ruins e simplesmente nao tenho uma resposta a altura. São pessoas diferentes, em comunidades diferentes, de lugares diferentes que no final tem o mesmo tipo de comportamento comigo. Já procurei muito sobre, como disse ja tentei ajustar em mim um possivel problema mas parece não resolver. Não quero magia pra me vingar de uma possivel maldição, se é que foi isso mesmo (acho e ao mesmo tempo nao acho que as pessoas foram tão fundo a ponto de me amaldiçoar nesse sentido, é confuso pra mim). Quero saber o que posso fazer na magia do caos para aplacar esse bloqueio que existe. Eu sinto que ele existe e to tentando nao surtar com cada recusa e problema que acontece no meu dia a dia. Sinto que estou entrando em depressão sozinha desse jeito. Tenho familia (marido e filho) e são as unicas pessoas que gostam de mim, me apoiam, etc. Espero ter explicado bem, não quero uma amizade verdadeira para sempre. Mas quero abrir portas para que talvez isso aconteça. Eu era uma pessoa rodeada de amigos ate esses eventos ruins acontecerem.
  • Fui lançado ao labirinto, escolhido. Vejo se aproximar um ser, ornamento na fronte. De pé, saltitava, surpresa em me ver. Meio cervo, meio fada, assim se apresentava. Metui-B, assim era chamada, Metui-B, a mensagem, a palavra cantada. Também ensinava a comunicar. Levei um tempo para finalmente traduzir a palavra, mas eu também vos trago a mensagem. A forma é como outrora Metui-B ensinou a conversar com as outras fadas. Metui-B se comunicava através de uma linguagem, ou sistema de comunicação próprio, o qual eu pude converter em símbolos, organizados de forma ordenada. A parte inicial desse alfabeto mágico é composta por dez símbolos, cada qual com seus respectivos significados. E se agrupam em um jogo de quatro, e outro de seis. Esse sistema linguístico e filosófico tem como base para a formação das palavras e sigilos, o ser. Sendo essa a unidade fundamental para a compreensão desse sistema. Os quatro primeiros símbolos possuem equivalência com o conceito de biopsicosocial, se referindo a um ser como organismo e corpo biológicos, psicológico e social: (B) - básico, biológico, físico, material (D) - social, dinâmico, ambiental, relacional (P) - psicológico, pensamento, alma (T) - total, inteiro, completo Os outros seis símbolos se referem a formas como esse ser se relaciona com seu meio, se comporta, ou está. Eles também se organizam de forma ordenada, e formando pares com o símbolo seguinte: (R/C) - receptivo, consumo (L/O) - bloqueio, abdicação (V/U) - viagem, movimento (N/A) - exaltação, ação (M/E) - transfiguração, troca (J/I) - fim, inatividade Mensageiro de Metui-B, Faunofada